Impressões de Jean-Louis Deniot

Interiores

O arquiteto e designer de interiores francês Jean-Louis Deniot tem uma decoração clássica, refinada, que cativa uma impressionante quantidade de clientes por todo o mundo. O jovem profissional, que estudou na prestigiada École Camondo, em Paris, é apaixonado por texturas e padronagens, e tem em seu currículo trabalhos realizados na Índia, Rússia, Colômbia, Estados Unidos e Inglaterra. Confira a seguir algumas peças de sua linha de móveis e a entrevista que fizemos com ele.  

Cômoda Belle-Hélène

Onde busca inspirações para seus projetos?
Elas vêm de viagens. Você começa a ver diferentes tipos de arquitetura, museus, exposições de arte, artesanato local, etc. Não se trata de duplicar algo que eu já vi, é mais sobre fazer algo que já vimos mais de 20 mil vezes com um olhar novo e fresco.

Seu estilo é bem neoclássico, com influências dos anos 30, 40 e 50.
Clássicos significam acadêmicos e acadêmicos significam um objetivo institucional estético, que foi aprovado e reconhecido por mais de mil anos por todos os historiadores e estetas. A base do meu trabalho é influenciado por isso e dá ao meu trabalho um fundamento legítimo, substancial e atemporal. Meu trabalho não é uma réplica de uma decoração antiga, mas uma nova visão, que é influenciado pelo passado, mas muito centrado no futuro.

Cadeira Elephant

Como equilibrar funcionalidade e estética em uma peça de mobiliário?
A maioria dos móveis que produzo é feito sob medida para que ele corresponda a uma proporção muito específica, a forma, a medição e ao acabamento ditado pela planta. Proporção é a chave, e a estética é tão importante quanto a funcionalidade. Eu gosto de cuidar de ambos os aspectos, assim eu não posso me sentir confortável em uma cadeira se for um modelo feio!

O que você leva em consideração na hora de criar um móvel? O que é mais importante?
Presto atenção ao fato de que ele deve corresponder exatamente a uma necessidade específica. Quando se é uma coleção de catálogo, é mais genérico, então primeiro você define o estilo de modo que atenda às linhas de fabricação existentes. Em seguida, você define medidas para que correspondam às suas normas. Depois, a lista de peças para compor o conjunto, de modo que seja coesa e, então, o design.

Poltrona Rita

O que não pode faltar em uma decoração?
Personalidade. É muito importante comprar o que te faz sentir bem e não, por exemplo, um sofá que você viu na casa de um amigo. As pessoas precisam fazer suas próprias escolhas. Como o interior de uma casa é muito pessoal, a melhor maneira de destacá-lo é fazendo com que ele seja muito pessoal!

Como você define “bom gosto” na decoração? O que é cafona?
É difícil explicar. Às vezes, você deve usar um objeto de mau gosto para fazer a decoração como um todo equilibrado e vibrante. Mau gosto é o que parece brega, over, fora do lugar. O oposto de impecável.

Para os que estão em dúvida de seguir ou não carreira de designer, tanto de mobiliário como de produtos, quais são as principais características que um profissional deve ter?
No design de mobiliário, existem dois tipos diferentes de produtos. Você deve projetar algumas peças fortes para criar interesse da imprensa, mas na realidade, essas são peças que não vendem melhor. Você também tem que desenhar algumas peças comerciais dentro da mesma coleção. Esses são os itens que irão vender, apesar da imprensa não estar muito interessada neles!

Poltrona Rita


ÚLTIMAS DE Interiores

quarto de casal (6)

Quartos de casal: 20 ambientes para se inspirar

arquiteta Caroline Gabriadesrr

Escolha o modelo ideal para a cabeceira da cama

quarto-filhos-decoracao-casarr

Veja oito erros na decoração do quarto infantil

INSTAGRAM @ARKPAD